Artrite

artrite
  1. Juliana Rocha says:

    Tenho um poodle de 16 anos, e as pernas traseiras tremem e estão duras quando ele se anda ou corre, quando ele fica parado em pé as pernas de tras se abrem e quando ele se sacode cai de bunda no cão. Gostaria de saber se isso é artrite, e o que posso dar a ele para amenizar isso.

  2. rtercsn451 says:

    Olá Juliana,
    leve seu poodle para uma consulta e converse com o veterinário (a) sobre dor articular.
    É normal o idoso perder firmeza e equilíbrio, mas certifique-se que ele não está com dor.
    Abraço
    Rita Ericson

  3. Paulo Bastos Goncalves says:

    Oi… sou ouvinte assiduo do seu programa na Sul America Paradiso, parabens a voce e a Isabella Saes!
    Meu Labrador, o Doug, e lindao grandao e meu amicao (isso mesmo, amicao) e o xodo da familia. Mas nosso Dougucho (que esta com 08 anos) vem sofrendo de artrite… Ele faz acupuntura uma vez por semana, toma Osteocard (ja ha varios anos), ele esta sem vontade de caminhar e nesses dias mais frios reclama de dor – dou Novalgina e as vezes Advil. Fico muito preocupado com a saude do meu Doug, afinal somos ambos “senior”…
    Existe alguma outra abordagem para minorar o sofrimento do “Dougucho”?
    Abracos,
    Paulo

  4. rtercsn451 says:

    Oi Paulo
    converse com seu veterinário sobre medicação analgesica e anti inflamatoria. Não use medicação humana sem consultar um veterinário. Pode ser MUITO perigoso!

  5. Georgia Dilva Goulart says:

    Ola! Tenho um poodle com 02 anos, moro em apartamento descemos todos os dias na parte da manhã e na parte da tarde para suas necessidades e brincarmos. Esse subir e descer de escada pode adiantar alguma doença nele?
    Total de 30 degraus 1º andar com 15 degraus 2º andar também com 15 degraus. Estou preocupada é melhor levá-lo no colo?

  6. rtercsn451 says:

    Olá Georgia,
    os cães tem uma disposição enorme!
    Ele deve e precisa se exercitar. A partir de 7-8 anos a tolerancia a exercicios diminui e devemos nos preocupar com o limite do animal.
    Seu cão de 2 anos deve adorar subir e descer, divirtam-se!
    Abraço
    Rita Ericson

  7. Beatriz says:

    Olá,

    Minha cachorronha de 10 anos e 40 quilos vinha reclamando de dor nos quadris. Chegava a chorar à noite, a pobre. Como o vet só estava receitando anti inflamatório, consultei outro profissional. Ela está fazendo tratamento com condroitina e melhorou rapidamente. Em 10 dias já se via diferença. Agora já faz 3 meses. Ela está aqui brincando bem animada com a outra cachorra, mais jovem. Já, já vão quebrar alguma coisa, rs. Seu andar está bem normal!

    Este site está de parabéns!

    Abraço!

  8. Rita Ericson says:

    Que ótimo, Beatriz!
    Obrigada pelo elogio e saúde para sua cadela!
    Abraço
    Rita Ericson

  9. Guilherme says:

    Olá, tenho um coccer de 6 anos, e de um dias pra ca vi q ele estava andando meio estranho, parecia q nao estava andando tão normal como antes, e agora ele esta quase sem força alguma nas patas traseiras, ou melhor, pelo q vi ele tem umpouco de força em ao menos uma das pernas traseiras, a outra quando ele deita fica tremendo e reclama muito quando pego ele no colo para leva-lo de um lugar a outro, por favor pode me ajudar? Não quero perdê-lo tão cedo… por favor me ajude..

  10. Rita Ericson says:

    Olá Guilherme,
    seu cocker precisa ser examinado, provavelmente radiografar os membros traseiros para fazer o diagnóstico.
    Pode ser artrite, mas também existem casos de displasia coxo femural, sarcomas, inflamações…
    Abraço
    Rita Ericson

  11. Giovana says:

    Bom dia!

    Meu poodle tem 16 anos. Enxerga pouco do olho direito e nada com o esquerdo. Ouve só se for muito alto. De uns tempos para cá, suas pernas traseiras abrem e não consegue se levantar. O veterinário deu artroglican, mas não melhorou, chegou a piorar. Passei a dar glicopan e se deu melhor, mas os problemas continuaram. Fez ráio x da coluna e foi normal, nada de errado com a coluna. Em outubro de 2010 tirou os testículos que eram heterogeneos, um bem maior que o outro. Ficou bom. Fez biopsia mas nada deu. Agora, continua caindo, abrindo as perninas sem se levantar, só com ajuda. Aí anda normalmente. No ráio x recente da coluna, a veterinária disse que surgiu uma massa no ráio x!!!Para fazer ultrassonografia, eletrocardiograma e depois acumputura. Deu antiinflamatórios, até novalgina. Já acabou o tempo – 5 dias. Nada mudou. Acorda à noite, com a respiração ofegante, tentando mostrar alguma coisa.Não sei mais o que pensar…Dou condoitrina? Quero que viva bem e, como na biopsia não havia dado nada, fiquei sismada com essa imagem do raio x da coluna…Coluna ótima!!!!!Obrgda.

  12. Rita Ericson says:

    Olá Giovana,
    é muito comum os idosos terem dificuldade de levantar, principalmente se o piso for liso e escorregadio.
    A condroitina ajuda, mas não cura as atroses dos idosos.
    O mais importante é identificar se esta massa na coluna está causando algum problema e mantê-lo sem dor.
    Mande noticias
    Abraço
    Rita Ericson

  13. Giovana says:

    Obrigada pelos comentários, em 31.10.2011. Fico satisfeita com esse site – muito bom!
    Bem, hj ele fez ultrassonografia abdominal.FÍGADO, vesícula biliar, baço, estomago,intestino, rins, com preservação geral mas uma perda córtico-medular com aumento da ecogenidade cortical bilateral!! Prostata, normal – já foi operado dos testículos, setembro de 2010. Conclusão…presença de formação em região inguinal, ecogenicidade heterogea, com 3,6cm x 3,1 x 3,9, deslocando dorsalmente a bexiga, final de colon descendente e grandes vasos. Não visibilizado linfadenomegalia ou liquido livre em cavidade abdominal, nem alterações significativas em topografria de pâncreas nem de glandulas adrenais!!!!!! Mas, sugeriram que se fizesse um citologia aspirativa, com anestesia, pq meu poodle é muiito estressado- não para quieto, qdo fora de casa! Tô meio perdida…No meu entender, nada deu de errado….Não quero fazer a citologia. Estou com vontade de ir direto para a homeopatia e acupuntura, já que no raio X da coluna, que peguei hj saiu discreta diminuição do espaço intervertebral L5-6 e duas foramçoes de radiopacidade água em região dorsal à vesícula urinária, sobrepondo-se parcialmente sobre esta, com 5,0 x 6,0… AFINAL: L5-6, NO ESPAÇO INTERVETEBRAL É O QUE CAUSA A FRAQUEZA NAS PERNINHAS TRASEIRAS DELE???????

    Mais uma vez, venho, de público, agradecer tantas informações boas e que nos deixam mais tranquilas quanto a buscas e tratamentos dos nossos caózinhos!
    Obrigada,
    Fiquem com Deus!
    Giovana.

  14. Rita Ericson says:

    Olá Giovana,

    difícill definir a causa da fraqueza sem considerar a idade dele (é comum fraqueza na “3a idade”) e esta formação na região inguinal.
    Acredito que ele está bem assistido pela equipe veterinaria e por você.
    A homeopatia e acupuntura devem ajudar muito, mas você deve acompanhar se esta formação inguinal vai crescer e/ou se modificar.
    A citologia seria a única maneira de realmente definir a origem desta massa.
    Saúde para ele e parabéns por ser uma proprietária tão dedicada!
    Abraço
    Rita Ericson

  15. paula says:

    Olá Rita! Peço que me ajude…
    Tenho um cão labrador misturado com fila, de 10 anos. Ele tem artite há algum tempo e eu dou Artrim para aliviar a dor. Acontece que há 2 dias ele não levanta e chora muito.Ontem a veterinária deu a ele 3 injeções (anti-inflamatória, cortizona e dexa-citoneurin), mas ele continua com o mesmo quadro. Devo dar condroitina? Há alguma saída? Duas veterinárias disseram que se continuar assim devo sacrificá-lo, mas não quero fazer isso de jeito nenhum!!!! Sempre te escuto na paradiso, confio em você….Por favor me de uma luz!!!!

  16. Rita Ericson says:

    Olá Paula,
    a condroitina não produz efeito imediato, sua melhor utilização é a longo prazo.
    Nos momentos de crise, o tratamento é realizado com analgésicos e anti-inflamatórios para minimizar a dor e oferecer conforto para o animal.
    Eu também recomendo acupuntura para controlar a dor e diminuir a dependência de medicamentos que podem causar efeitos colaterais indesejáveis (vômito, diarreia).
    Saúde para o seu grandão!
    Abraço
    Rita Ericson

  17. Lia says:

    Ola minha poodle esta perdendo liquido marrom, eas patas traseiras ficam bambas,ela anda ate e fax xixi,ela come pouco e nao defeca nao sei se devido a pouca alimentação,nao quer comer ração entao faço comida sem sal geralmente sopa.
    O que pode ser?
    Obrigada

  18. Rita Ericson says:

    Olá Lia,
    ela está perdendo este líquido por onde? Se for pela vulva, procure atendimento veterinario o mais rápido possivel, deve ser 1 infecção uterina que deve ser operada com urgencia.
    Abraço
    Rita Ericson

  19. Ana says:

    Olá bom dia!

    Tenho uma labradora já com 13 anos. De há uns tempos para cá, ela tem tido dificuldades em levantar-se pois parece estar sem força nas patas de trás. Quando nós levantamos, ela dapois anda normalmente.

    O veterinário tirou RAIO X e apresenta falta de cartilagem nas articulações da coxa. Ela está fazendo um tratamento, mas hoje não se consegue levantar MESMO e quando a levantamos, ela não consegue andar e treme muito da pata de trás direita.

    O que posso fazer? Há alguma coisa a fazer?

  20. Rita Ericson says:

    Olá Ana,

    acredito que sua labradora esteja com dor.
    Independente da dificuldade para se levantar, ela pode ter dias piores, sentindo mais dificuldade.
    Converse com seu veterinario sobre a possibilidade de medicá-la.
    Abraço
    Rita Ericson

  21. ola, estou muito preocupado, tenho uma cadela Dalmata, com 5 anos de idade e da noite pro dia ela nao conseguiu se levantar, fica so deitada, as vezes tenta e nao consegue no segundo dia to notando que as patas dianteiras tbm nao nao se movimentando ela apenas abana o rabo as vezes o que pode ser? levei a um veterinario assim que ela nao conseguiu se levantar ele so me deu um xarope de calcio e um cpomprimido antinflamatótio, ela nao faz mais nenhum barilho, nem ao menos latir.as veses levanta a cabeça tbm.
    to preocupado gostaria de saber mais antes de levar a otro veterinario. obrigado

  22. Rita Ericson says:

    Olá Arrison,

    estes sintomas parecem de alguma doença locomotora ou neurológica. Na consulta veterinária foram realizados exames (radiografia, hemograma)?
    As vezes, até as doenças transmitidas pelo carrapato podem causar sintomas semelhantes.
    Leve-a para consulta veterinária.
    Mande notícias.
    Abraço
    Rta Ericson

  23. Sandra says:

    Olá, preciso de ajuda. Tenho um poodle macho de 15 anos, de uma hr p/ outra não consegue mais levantar. Suas patas traseiras estão sem movimento. levei ao veterinário ele deu anti-inflamatório e um medicamento p/ articulação e disse q ia melhorar. Não sei mas o que fazer, pq não estou vendo melhora. Alguém pode me ajudar.

  24. Rita Ericson says:

    Olá Sandra,

    a paresia (diminuição de movimento) pode ser causada por diversos motivos.
    Seu poodle foi radiografado? Para fechar o diagnostico é necessário fazer exames complementares.
    Em geral, a melhora com anti-inflamatorio ocorre quando a causa é dor e inflamação, mas é possivel que tenha outras causas.
    Abraço
    Rita Ericson

  25. paulinha says:

    olá!

    Meu cachorrinho de 6 meses estava bem, e de uns dias pra cá começou a ficar tristinho (não brinca ), chora muito, fica com a ponta da língua pra fora e só fica deitado, pouco levanta. Ele é da raça shi-thiz. Um detalhe o tosei inteiro pois seu pelo estava com alguns nos díficeis. E foi exatamente depois disso que ele começou a ficar assim.

  26. Rita Ericson says:

    Olá Ana Paula,

    se ele não melhorou bastante até hoje, leve-o para consulta veterinária.
    Pode ter sido um mau estar por causa da tosa, mas se não passou, é melhor investigar.
    Abraço
    Rita Ericson

  27. Paula says:

    Olá

    meu cachorrinho tem 1 mês,ele não quer mais brincar so fica deitadinho,quando a gente chama ele,ele mexe o rabinho querendo brinca mas não levanta,ele chora a hora que vai pegar ele e tambem esta mancando fica resmungando o dia td o que faço vou levar ele no veterinario so sabado

  28. Rita Ericson says:

    Olá Paula,
    ele pode estar com uma poliartrite, mas é fundamental confirmar na consulta veterinaria.
    Converse sobre a possibilidade de fazer um hemograma para avaliar se ele está com alguma infecção ou com suspeita da doença transmitida pelo carrapato.

    Abraço
    Rita Ericson

  29. Dárcio says:

    Tenho um golden de 6 meses com todas as vacinas em dia, 3 doses e são vacinas éticas. Agora ele não esta se levantando e comendo pouco, já foi feito exames de laboratório e nada acusa de enfermidades, tais como: negativo para Cinomose ou Parvovirose, radiografias tbm nada acusam…O cão esta com clinicamente sem problemas, mas não se levanta…Alguém sabe me informar oq pode ser??????

  30. Rita Ericson says:

    Olá Darcio,

    impossível opinar sem examinar seu cão.
    Ele tem dor articular? Já foi examinado por um neurologista?
    Mande noticias.
    Abraço
    Rita Ericson

  31. natalia garcia says:

    oi, meu cão tem 10 anos e de uns tempos pra cá mais ou menos uma vez em cada dois anos ele simplesmente para de andar com as patas de tras! e depois de umas duas ou tres semanas ele voltava a nadar normalmente mas agora ele paralisou as patas traseiras e tambem as dianteiras. o que pode ter acontecido com ele?

  32. Rita Ericson says:

    Olá Natalia,

    este quadro me parece de dor articular cronica.
    Converse com seu veterinario sobre controle da dor, regeneradores osteoarticulares e acupuntura.
    Abraço
    Rita Ericson

  33. suani says:

    Olá, minha cadela tem 12 anos e quando fui chama-la para levar a rua ela não conseguiu levantar e gritou de dor. O que deve ser?

  34. andre says:

    ola,tenho uma poodle e ela tem mais ou menos uns 11 anos,de umas semanas pra ca ela começou a ficar com as patas traseiras meio bambas ela anda faz suas necessidades mais nao tem muita firmesa na traseira as vezes ela ate caiu vc poderia me informar se isso seria sintoma de sinomose ela tomou todas as vacinas,estou com medo pois ja perdir um cao assim

  35. Cláudia says:

    Olá!!! tenho um cachorro que parou de andar perdeu os movimentos das patas traseiras ele tem 2 anos.
    Ele foi envenenado e depois parou de andar consegue ficar em pé se apoiando nas paredes.
    o que posso fazer para meu cachorrinho voltar a andar?
    FOR FAVOR MIM AJUDEM!!!!

  36. Rita Ericson says:

    Olá Suani,

    podem ser diversas causas, mas inicialmente eu penso em dor articular.
    Leve-a para consulta veterinaria.
    Abraço
    Rita Ericson

  37. Rita Ericson says:

    Olá Andre,

    acho pouco provavel que seja cinomose.
    Leve sua poodle para consulta veterinaria.
    Abraço
    Rita Ericson

  38. Rita Ericson says:

    Olá Claudia,

    é impossível opinar sem examinar seu animal.
    Quando ele foi envenenado? Está sem andar há quanto tempo?
    Ele já foi examinado por um veterinario?
    Mande noticias
    Abraço
    Rita Ericson

  39. michele says:

    ola!!! tenho uma cachorrinha linda ela tem 4 anos, a um ano atras ela teve paralisia das perninhas de tras e parou de andar mas voltou depois de tres meses, agora recentemente deu isso de novo e infelizmente ela nao ta andando mas o pior é q as patas dela de tras estao super inchadas e avermelhadas como se tivesse bolhas de pus… isso ta me deixando mal… o que faço?

    atenciosamente

  40. Rita Ericson says:

    Olá Michele,

    leve sua cadela para consulta veterinaria.
    Impossivel opinar sem examiná-la.
    Abraço
    Rita Ericson

  41. Ivone says:

    Ola tenho um poodle medio +- 12 anos ele esta com suspeita de tumor abdominal (testicular) e esta noite ficou muito agitado andando de um lado p/ outro com dor
    dei ketoflex mais não adiantou nada. Nunca vi um animal tão extressado agitado com respiração constante e com muita carencia .a barriga esta enorme e não esta fazendo xixi.
    Att.
    Muito obridada se puder me orientar ,que deus lhe oritente
    no mundo dos animais .fico no aguardo

  42. Rita Ericson says:

    Olá Ivone,

    se o seu poodle está com um tumor e dor abdominal, leve-o para atendimento veterinario.
    Ele provavelmente será operado.
    Abraço
    Rita Ericson

  43. Dani says:

    Olá, boa tarde!
    Tenho um coker de 12 anos, e há 3 dias não consegue ficar em pé sozinha, no começo era só as patas trazeiras que estavam parecendo bem fracas, quando colocava ela em pé, ela andava, com as pernas tremendo, conseguia urinar, mas caia, e hoje esta caindo com as patas da frente tb. Nao consegue se sustentar mais..Quando coloco ela para urinar, ela dá uns 3 passos, e já cai…Como se ela nao tivesse forças…. Levei no veterinario ontem, que fez exames de urina, e sangue, mas o resultado ainda não saiu, e ele deu Meloxicam ontem e uma dose para aplicar hj. Ela fica só deitada e tremendo, não tenho visto melhora com esse remedio. Com esses exames dá para saber a causa, mesmo podendo ser algo nos ossos? ou será preciso fazer um raio X também? Tem algo que posso fazer enquanto nao sabemos a causa?
    Obrigada!

  44. Rita Ericson says:

    Olá Dani,

    pelo seu relato, seu animal está muito bem assistido.
    Dependendo do resultado do exame de sangue, pode ser necessario fazer r-x.
    Por enquanto, ofereça conforto e um piso anti-aderente para ela se firmar com menos dificuldade.
    Abraço e saúde para sua cocker
    Rita Ericson

  45. Geraldo Neto says:

    Boa noite!
    Tenho uma cachorra vira lata de aproximadamente 7 anos que de uma hora para outra perdeu as forças nas patas traseiras e nao consegue andar! ela possui reflexos e consegue mexes as patas e o rabo porem sem força! nao reclama de dor simplismente nao consegue andar!!! O que eu faço??? o que ele pode ter??

  46. Rita Ericson says:

    Olá Geraldo,

    leve sua cadela para consulta veterinaria.
    Existem diversas causas para paralisia dos membros posteriores, talvez seja necessário realizar exames complementares (radiografia, hemograma etc)
    Mande noticias
    Abraço
    Rita Ericson

  47. Dani says:

    Olá, meu cocker fez raio x e esta com bico de papagaio. Nao anda, e nem fica em pé. Esta tomando Maxicam, vai fazer 1 semana..sem melhora, zero. Tenho que ficar segurando ele para fazer coco e urinar, mas ele custa a fazer, pois nao aguenta ficar em pe sozinho, já quer ir logo deitando, e começa a tremer..Ele parou de comer racao seca e beber agua , dps que iniciou o tratamento com esse remedio; entao comprei aquelas latas que vem racao molhada e pedacos de carne, para misturar a racao e coloco tb uma quantidade de agua, aí sim, bebe e come tudo. É normal isso acontecer? sera que devo mudar a medicação? ele vai voltar a andar? estive lendo uns artigos , q dizem que pode ser irreversivel, é verdade? como sei se o caso dele, é? ele tem otite cronica, entao tenho sempre q fazer tratamento pra isso tb…por favor, me diga a sua opniao sobre esse caso. Exames de sangue e parasita estao ok.

  48. Rita Ericson says:

    Olá Dani,

    difícil opinar sem conhecer seu animal.
    Muitas vezes, o bico de papagaio é um achado radiografico e a causa da dificuldade de locomoção é outra.
    Pode ser algum problema neurológico, hernia de disco, artrose, são muitas opções.
    Converse com seu veterinario sobre a possibilidade de uma consulta com um especialista em ortopedia veterinaria.
    Mande noticias
    Abraço
    Rita Ericson

  49. lisia says:

    Olá, tenho uma poodle de 15 anos, chamada Pink, porte pequeno, aprox. 06 kilos, castrada e operada duas vezes(em 2010 e agosto/2011) para retirada de pequenos tumores, ambos os laudos acusaram adenocarcinoma tubulo papilar simples, ela vem reagindo bem, alimenta-se normalmente, contudo, em fevereiro comecei a notar uma vermelhidão na barriga dela,ela lambia muito, levei ao veterinário, ele levantou algumas hipóteses: poderia ser uma reação alérgica/dermatite ou queimadura, pq a vermelhidão surgiu justamente após uma tosa ou poderia ser um novo tumor, ele passou cefalexina 4ml por 10 dias de 12 em 12h, carproflan 25 mg, 1/2 comprimido por 7 dias,de 12 em 12h e pomada bepantol na área, passados os 10 dias achei que ela não melhorou muito e a vermelhidão que estava restrita a parte direita da barriguinha dela(próx ao ventre) se espalhou p/lateral de suas coxas e além de eu achar que a “perereca” dele parecia inchada, a lambeção continuou mais intensa, respiração ofegante e passou a não firmar as patas traseiras,fica de pé mas vai abrindo até sentar, qndo faz as necessidades volta alucinada como se estivesse sentindo dor, fica arfando indo de um lugar ao outro e lambendo muito. Voltei ao Veterinário(07/02) receitou predinisona(meticorten de 5mg), 1/2 comp de 24 em 24 h por 7 dias e dipirona, 06 gotas qndo ela parecer com dor. O meticorten foi diminuido gradualmente, também não melhorou. Em 15/03, voltou pro carproflan, mesma dosagem e que continuasse com dipirona, por mais 7 dias. Foram feitos exames de sangue, ultrassonografia e rx de torax. O exame de sangue deu: série branca – neutrofilia, série vermelha – hemácias normociticas normocromicas hiperprotenemia, serie plaquetaria sem particularidades, não foram observados hemocitozoarios, creatinina 0.6mg/dl e ALT(TGP) 96 ui/l. A Ultra concluiu por alterações hepáticas discretas, entretanto sugere uma hepatopatia. Alterações renais discretas, comumente observadas em cães idosos. Sugestivo aumento bilateral de adrenais. Demais orgãos intra-abdominais normais. Rx do torax normal. Decidiu-se pela iniciação da primeira sessão de quimioterapia, realizada em 20/03, a Pink reagiu bem, não teve nenhuma reação, continua comendo e bebendo água, a vermelhidão diminuiu. Está tomando desde 20/03: digesan 07 gotas, de 12 em 12 h, o carproflan termina hj(22/03), Hepatovet, 01 comp de 24 em 24 h e continuo ministrando dipirona para dor, depois que ela toma fica tranquila e até consegue relaxar mas o efeito dura aproximadamente umas 06 horas. Continua não firmando as patas traseiras e reclamando quando faz as necessidades fisiológica, anda um pouco e senta e dá impressão de dor, continua lambendo muito e arfando, chegamos ao ponto de só levá-la carregada na rua pra fazer seu xixi/cocô e terminados trazemos de volta carregada, andei mexendo nas patas traseiras pra ver se descobria algo, notei uns estalidos nas articulações, coloquei um tapete no local em que ela fica pra ver se firma melhor as patas, estou apreensiva, a próxima quimio será lá pelo dia 04/04 será que ela está com artrite? O carproflan 25mg não teria que ter dado uma melhorada? Esse suplemento de condroitina e glicosaminoglicanos que podem ajudar? Aguardo ansiosamente uma ajuda!!!

  50. Rita Ericson says:

    Olá Lisia,

    pelo seu depoimento, me parece que a Pink apresenta 2 quadros distintos, concomitantes.
    Ela deve ter alguma alteração articular (artrite/artrose) muito comum nesta fase da vida e também a suspeita da tumoração na pele.
    Converse com seu veterinario sobre a possibilidade de medicá-la para a dor articular, além do tratamento quimioterapico.
    As vezes, a dose de corticoide usada já é antinflamatoria e não há necessidade de associar outra droga.
    Outra dificuldade é administrar tantas drogas ao mesmo tempo, as vezes é contra-indicado.
    O suplemento de condroitina pode ajudar a longo prazo, normalmente não há uma respota imediata.
    Saude para sua Pink!
    Abraço
    Rita Ericson

Faça sua pergunta!

Este quadro acontece frequentemente: seu cão já não brinca tanto, mas come, bebe água e reage alegremente quando te vê. Ele está envelhecendo e é normal diminuir o ritmo.

Mas pode não ser exatamente isso que está acontecendo. Ele pode estar sentindo dor. Um estudo recente demonstrou que 20% dos cães apresenta artrite.

Os cães são muito bons em esconder que estão doentes ou sentindo  dor. Ouço frequentemente dos proprietários que o animal não está reclamando ou chorando de dor. Eles raramente
demonstram. Para saber mais sobre dor, clique aqui.

Quando a dor é aguda (por exemplo, alguém pisa numa pata acidentalmente), eles avisam,  mas se a dor é crônica eles se acostumam a conviver com ela.

Só de pensar me dá arrepios.

Existem algumas medidas para amenizar este quadro crônico:

  1. Diagnóstico – consulte se veterinário
  2. Piso anti-derrapante – é muito difícil para 1 cão com artrite levantar, fazer curvas e correr sem deslizar e sobrecarregar as articulações. É fácil comprar 1 borrachão ou virar 1 carpete e forrar as áreas que o cão circula. Também existem sapatinho e produtos anti-derrapantes para aplicar nas patas
  3. Cama macia – principalmente se o animal for magro
  4. Medicação – além de analgésicos e anti-inflamatórios existem suplementos que podem ajudar – consulte seu veterinário
  5. Acupuntura – além do efeito anti-inflamatório, pode modificar o limiar da dor, melhorando muito a qualidade de vida
  6. Exercícios leves – podem ajudar, mas cuidado: depende do estado geral do animal
  7. Controle de peso – a obesidade pode agravar o quadro de dor articular

Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato