Muitas pessoas têm asma.Você sabia que os gatos podem ter asma também?

A asma é uma doença respiratória causada pelo estreitamento dos bronquíolos (pequenos canais de ar dos pulmões) que dificulta a passagem do ar provocando contrações ou broncoespasmos.

Quando os bronquíolos inflamam, ocorre maior secreção de muco o que aumenta mais o problema respiratório.

Nos gatos a asma também pode ser chamada de bronquite alérgica felina, doença respiratória felina ou ainda bronquite eosinofílica.

Os sinais mais comuns são:

– Respiração rápida (taquipneia) : número de respirações por minuto aumentado

– Dificuldade respiratória : esforço para respirar

– Respiração “chiada” : barulhos durante a respiração

– Posição ortopneica : o animal fica sentado, com o pescoço esticado e com os membros anteriores abertos, para facilitar a passagem do ar

– Tosse : as gatos raramente tossem, se o seu gato estiver tossindo, procure atendimento veterinário.

Em alguns gatos as crises podem ser sazonais (de vez em quando, de acordo com a época do ano) enquanto outros podem apresentar crises frequentes.

Também há casos simples de asma assintomática e outros mais graves nos quais o gato apresenta sintomas diariamente.

Os animais afetados precisam de atendimento veterinário imediato pois em casos graves o animal pode até morrer por falência respiratória.

Os gatos da raça siamês e os obesos costumam apresentar asma com mais frequência.

O estresse, mudanças no ambiente e a presença de fumantes na casa podem levar a um quadro de asma.

A asma deve ser tratada mas algumas medidas podem minimizar as crises, como diminuir ao máximo o uso de aerossóis, evitar fumaça de cigarro e usar uma areia sanitária que produza pouca poeira.


Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato