Cães Atletas! Agility, o esporte canino.

agility
9-agosto-2016
Rita Ericson

Fazer exercícios é tão importante para os cães quanto para nós.

Filhotes e adultos saudáveis precisam se exercitar bastante, mas os idosos também precisam um mínimo de atividades para se manterem saudáveis.

O tipo e a intensidade dos exercícios depende muito da idade, da disposição e também do estilo de vida de cada cão.

Uma simples brincadeira de bola ou uma corrida na praia ou no parque podem ser satisfatórios.

A melhor maneira de aproveitar a companhia de seu cachorro é fazendo exercícios ao ar livre.

Se o seu cão for de uma raça grande, atlética e muto ativa ele PRECISA fazer bastante exercício. Mas em geral, os cães se adaptam facilmente a diferentes tipos de atividades físicas.

Todos os cachorros precisam fazer exercícios diariamente, a não ser que exista alguma restrição de saúde como problemas articulares, respiratórios ou cardíacos.

Os cães obesos precisam gastar energia, mas é fundamental que o(a) veterinário (a) acompanhe a dieta e o programa de exercícios.

No Brasil, nossa maior preocupação é com os dias muito quentes. Os cães não percebem que estão chegando no seu limite e continuam envolvidos na atividade e muitas vezes desenvolvem um quadro grave chamado intermação (saiba mais clicando aqui).

É fundamental oferecer uma pausa para descanso na sombra e oferecer água fresca, à vontade.

O esporte canino mais popular é o “Agility”.

Ele é relativamente novo, começou a se desenvolver na Inglaterra em 1979. Os movimentos se baseiam nas competições de salto dos cavalos.

O objetivo é cumprir  uma desafiadora pista de obstáculos para a dupla homem/cão, com o menor número de infrações e no menor tempo possível.

O Agility oferece muitos benefícios e é muito divertido.

Além dos exercícios vigorosos para a dupla homem-cão, o Agility aumenta a auto-confiança do cão, sendo muito útil para cães medrosos e tímidos.

Cães de vários tamanhos e raças podem praticar, mas é preciso fazer adaptações na altura dos obstáculos.

Durante a competição, é permitido que o “handler”, o condutor do cão, fale e faça sinais para o cão, mas não é permitido encostar no animal nem nos equipamentos.

Para competir, é preciso que o cão seja adulto, mas ele pode começar a treinar e se divertir mesmo quando filhote.

Os comandos de obediência básica (senta, deita, fica, vem) são fundamentais para iniciar o treinamento.

Divirtam-se!

Assista aqui um vídeo do Border Collie, Tex, campeão de 2015!

https://www.youtube.com/watch?v=LbQZ4FGv9ug


Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato