A maior queixa das famílias brasileiras que levam seus cães para atendimento veterinário no Brasil, é a coceira.

Um levantamento recente mostrou que este número chega a 40%!

Sabemos que além do desconforto para o animal, um cachorro que se coça também abala a tranquilidade da família.

Antigamente, um problema de pele num cachorro que passava toda sua vida num quintal, afastado da família, poderia nem ser percebido.

Atualmente, os cães convivem conosco dentro de casa, sobem no sofá e muitas vezes dormem nas nossas camas (eu adoro! Para saber mais, clique aqui).

Ao primeiro sinal de coceira, a família já percebe que algo está incomodando o cão.

Ele se coça tanto que ninguém mais consegue dormir!

Se a situação não for controlada, podemos chegar ao ponto de ter um animal cheio de feridas na pele, queda intensa de pelos e mau cheiro.

O diagnóstico das doenças de pele nem sempre é fácil (para saber mais, clique aqui).

Quando se trata de um quadro de alergia é preciso ter paciência e persistência.

Para definir a causa da alergia, o veterinário precisa examinar o animal e obter muitas informações a respeito da rotina deste cão.

Os cães podem ser alérgicos a qualquer substância! Assim como nós, humanos.

Para saber mais sobre alergias, clique aqui.

Quando não podemos impedir o contato do animal com a causa da alergia, como nas dermatites atópicas (animais alérgicos a substâncias do ambiente como ácaros, poeira etc) o desfaio é ainda maior.

O primeiro objetivo do tratamento é o alívio da coceira.

Finalmente temos a opção de uma terapia inovadora indicada para o tratamento da coceira associado às dermatites alérgicas caninas, incluindo a dermatite atópica, uma doença crônica.

A chegada do Apoquel no Brasil é uma novidade a ser comemorada, tendo em vista seu efeito rápido (início do alívio em até 4 horas!) e sua indicação para diversos tipos de alergias como as alimentares, as causadas por ectoparasitas, como pulgas e a dermatite atópica.

Outro diferencial do Apoquel é a segurança no uso prolongado, pois tem a eficácia e a rapidez dos corticoides, sem causar os efeitos colaterais destes medicamentos.

Utilizados como uma das poucas opções para o tratamento da coceira até o surgimento do Apoquel, os corticoides podem trazer muito prejuízo à saúde dos animais. Em curto prazo, os cães ficam com a respiração ofegante, urinam demais, têm sede e fome excessivas. Em longo prazo, podem sofrer de pancreatite, diabetes, perda de massa muscular, aumento de peso e infecções, entre outras complicações.

É muito importante buscar definir as causas das doenças de pele. Apesar dos sintomas serem muito parecidos (coceira, perda de pelos, feridas, mal cheiro), o diagnóstico e o tratamento podem ser muito diferentes.

Como as alergias são dificilmente curadas e sim controladas, o alívio da coceira é um grande benefício.

Converse com a(o) veterinária(o) de sua confiança e ofereça conforto para seu cão!

Assista o filme:


Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato