Como Preparar Seus Animais Para a Chegada do Neném

DSC00193
  1. Vanessa Ornella says:

    Muito bom, Rita! Este assunto faz muita gente boa se tornar um monstro da noite pro dia (quando resolve se livrar do bicho porque o neném já vai chegar). Desnecessário, não?

  2. Rita Ericson says:

    Oi Van,
    completamente desnecessário!
    E muito trsite também!
    Há casais que sofrem, mas não conseguem evitar de se livrar do animal, movidos a preconceitos.
    Beijo
    Rita Ericson

Faça sua pergunta!

Esta é uma questão frequente.

E muito importante.

Principalmente quando o animal da casa é “filho único”.

Toda a atenção e tempo é exclusivamente dele.

E agora?

Inicialmente, converse com o pediatra e veterinário(a) sobre cuidados de saúde. A princípio, não há restrições. O animal pode circular livremente pela casa e quarto do neném.

Mas alguns animais são muito curiosos e abusam – minhas gatas gostavam de dormir dentro do berço, antes da minha filha nascer! Rasgaram o mosquiteiro algumas vezes antes mesmo de usarmos!

Mas paciência, afinal elas sempre tiveram a casa toda disponível. Aos poucos ensinamos o que podia e o que não podia e elas aprenderam a respeitar os limites.

A ideia é não fazer mistério acerca do quarto e dos pertences do neném, deixe o animal cheirar e conhecer as novidades.

Evite proibir a circulação dos animais e “encha o tanque deles de atenção” depois que o bebê nascer.

Se os animais são mais apegados a você, dedique alguns minutos do dia para escová-los e/ou brincar com eles.

Você pode aproveitar um momento que o neném esteja chorando e pedir para outra pessoa atendê-lo. Neste momento, chame os animais e dê atenção e carinho para eles.

Ao chegar da maternidade, na hora de entrar em casa com a criança, peça para outra pessoa carregá-la.

Entre em casa, cumprimente seus animais e depois apresente a criança. Se seus animais forem muito agitados, “puladores” e/ou agressivos, procure adestrá-los e corrigir este comportamento antes do nascimento da criança.

Se esta correção não foi realizada, não é seguro apresentar a criança. Deixe o animal cheirar somente a roupinha, o carrinho, a banheira, os pacotes de fralda etc.

Sempre que a criança estiver no mesmo ambiente que os animais, e eles estiverem calmos, elogie-os bastante!

Ofereça petiscos, brinque e faça carinho. A ideia é eles associarem a presença da criança a situações prazerosas.

A chegada de um bebê é um dos momentos mais importantes (e muitas vezes cansativo) da vida de uma família.

Mas os animais devem e precisam continuar recebendo atenção, carinho e cuidados.

Sejam felizes!


Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato