As doenças dermatológicas costumam ser a maior causa de visitas dos cães ao veterinário.

Os gatos também apresentam problemas na pele, mas com menor frequência.Os principais sintomas são:

  • prurido (coceira)
  • perda de pelos
  • mau cheiro
  • lesões na pele (feridas, pústulas, crostas etc.)

As causas são muito variadas e é impossível tratar a pele sem definir o diagnóstico.

Além do exame físico (aspecto e odor das lesões) e do histórico detalhado (quando começaram as lesões, se o animal se coça, se houve infestação por pulgas e/ou carrapatos), o(a) veterinário(a) pode precisar realizar exames complementares, como por exemplo:

  • citologia (identifica a presença  de bactérias, ácaros- sarnas- e fungos)
  • biópsia (é retirada uma amostra da pele, em geral com anestesia local, e enviada para o laboratório)
  • exames de sangue (avalia alterações hormonais – tireoide, hormônios sexuais – e alergias)
  • teste alérgico (pode ser realizado na pele, através da aplicação dos alérgenos mais comuns)

Depois de definido o diagnóstico, o tratamento deve ser seguido com rigor, pois a maioria das doenças de pele exige um longo tratamento e recidivam (voltam) com frequência .

As infecções bacterianas podem precisar de pelo menos um mês de tratamento, algumas infecções fúngicas (ou micoses) podem necessitar de muitos meses de medicação.

Os tratamentos tópicos (xampus, cremes, loções) podem ser muito eficazes, mas deve-se respeitar a indicação do vet., como o tempo de contato do xampu, por no mínimo 10 minutos.

Outra recomendação importante é não deixar o animal lamber as lesões após aplicação de algum medicamento, minha dica é aplicar a medicação e levar o cão para passear imediatamente (você pode aplicar a medicação na rua!) ou distraí-lo por pelo menos 10 minutos com uma brincadeira muito divertida!

Alguns animais lambem e/ou mordem tanto o local afetado que pode ser impossível cicatrizar sem usar algum método que impeça a lambedura (colar Elizabetano – “abajur” ou curativo).

A presença de pulgas e carrapatos costuma ser a causa de muitos problemas de pele nos cães e gatos. Clique aqui para saber mais sobre pulgas e carrapatos.

Saiba mais sobre alergias, clicando aqui.

Também é muito importante lembrar que não se deve aplicar produtos tóxicos na pele dos animais. Existem muitos mitos que se propagam por aí como a utilização de óleo queimado, creolina, chás de plantas etc.

As doenças de pele costumam apresentar sintomas muito semelhantes, mas as causas podem ser completamente diferentes. Mesmo que o cachorro da vizinha tenha tido uma lesão similar, não significa que seu animal vá responder bem ao mesmo tratamento…em caso de doença dermatológica, leve seu animal para atendimento veterinário.

 


Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato