Existem Raças Ferozes?

cachorropintado-thumb[1]
  1. Ana Maria Duarte says:

    …Concordo com você! Tenho um Cocker Spaniel Inglês que é um verdadeiro “guardião”, principalmente quando se trata das “minhas coisas”.

  2. rtercsn451 says:

    pois é…ainda existem muitos preconceitos e falsos conceitos com os cahorrões…
    abraço
    Rita Ericson

  3. Gaby says:

    Adorei a foto!!!!

  4. Valéria says:

    Oi Rita,

    Tudo bem ? Simplesmente A-MEI o site, está lindo, e super elucidativo, que acho que é o que todos nós precisamos !!!
    Parabéns !!!
    E em homenagem ao Athos, escrevo aqui, primeiro porque “ganhei” um pit bull sem estar pensando em ter outro cão, desde que o meu poodle lindo o Cascão se foi, sempre evitei ao máximo um novo cachorro, pode parecer bobagem mas ainda sofro de saudades do meu grande amiguinho.
    E aí apareceu o Athos, que é um bobo, e fez um grande amigo na rua onde passeamos, um poodle, eles são muito amigos e felizes juntos e sinto ele procurando o amigo, quando descemos para o pipi dele.
    Mas as pessoas são agressivas em relação a ele, e isso é absurdo e me deixa constrangida em sair com ele para alguns lugares.
    Mesmo assim, atualmente me obrigo a levá-lo na feira aos domingos, e ele fica muito comportado ao meu lado, enquanto como um pastel. Mas as pessoas ao verem ele o agridem até mesmo verbalmente.
    Porém isso diminuiu quando os frenquentadores assíduos da feira descobriram o quanto ele é dócil, e quando peço um pastel para viagem quando ele está comigo o rapaz frita o pastel na hora para levar, mas quanto estou sozinha ele me dá o velho mesmo perguntando pelo Athos !!!
    Temos medo do que não conhecemos !!!
    PARABÉNS de novo !!!
    Bjos,
    Valéria

  5. rtercsn451 says:

    Que bom que vc gostou…
    Pessoas como vc e cães como o Athos (adorei conhece-lo!) vão aos poucos quebrando o preconceito.
    Com informação e boa vontade, chegamos lá!
    bj
    Rita Ericson

  6. rtercsn451 says:

    Também amo!
    Abraço
    Rita Ericson

  7. tenho 3 pitty bulls um mais manso que o outro, amo eles e os considero parte da familia, deixem os pitty bulls serem felizes na vida eles sao cachorros normais, donos anormais sao quem faz dos pitty bulls uma tremenda ferra?????? AMO MEUS PITTY BULLS, KYARA, KALEBY, E BALEINHA(shayla)

  8. Rita Ericson says:

    Obrigada pelo depoimento, Michele!
    Abraço
    Rita Ericson

  9. elizabeth says:

    pouxa tenho um mestiço de colli e desde que chegou em minha vida parecia um cachorrinho docil, com o tempo começou mostrar sua agresividade, nao entendo porque ficou assim. Faço tudo por ele, nunca bati, tem toda a atenção da familia, ja me aconselharam a bater em meu cachorro quando ele agredir alguem, nao tenho coragem, nao sei o fazer. Meu filhote hoje tem 3 anos de idade, seu nome é max, é o amor da minha vida mas gostaria de saber se tem como tirar sua agressividade. Bjao obrigada

  10. Rita Ericson says:

    Olá Elizabeth,
    leia o post sobre agressividade: http://www.bichosaudavel.com/agressividade-caes-e-gatos/
    Também está no site a gravação do Programa Hora do Blush, sobre o assunto: http://www.bichosaudavel.com/programa-hora-do-blush-agressividade-29092010/
    Abraço
    Rita Ericson

  11. Lucia Barros says:

    Concordo com o artigo. O preconceito é enorme mesmo. Tenho um amigo que tem um pitt de 4 anos, educadíssimo, equilibrado e dócil. Eu o adoro!
    É um cão feliz e adora conhecer pessoas. E veja o meu caso: tenho um chihuahua, pequenino e terrível. Eu o considero desequilibrado! Quando o
    apresentei ao pitt, foi um desastre. Feijão latiu, rosnou, rodopiou mais que
    baiana e quase mordeu o pobre do Pitt. Fiquei constrangida demais pois o mesmo ficou sereno a observar os ataques de loucura do meu cachorro.
    Vamos ver se agora, após a castração, ele se acalma um pouco. Tento sempre educá-lo e posso dizer que a tarefa é árdua…
    Bjs,

    Lucia Barros

  12. Rita Ericson says:

    Oi Lucia,

    quanto mais divulgarmos estes fatos, melhor!
    Abaixo o preconceito!
    Abraço
    Rita Ericson

  13. Lucia Barros says:

    Olá,dra. Rita:
    E por falar em preconceito, noto que nessa mesma linha o preconceito se estende até pelos gatos de rua. Ontem, ao passear com Feijão, sempre aproveito para mostrá-lo aos gatos que perambulam pelos caminhos onde passamos. Com os gatos ele apresenta uma postura mais amigável e alguns até
    aceitam a sua aproximação: cheiram-se e não se mostram agressivos. Mas, as pessoas que presenciam a cena não compartilham da mesma opinião e mostram-se arredias e arrogantes, dizendo que os gatos irão ferí-lo, machucá-lo seriamente, que não são confiáveis e tudo o que mais possa ouvir para denegrir a imagem tão desgastada que os felinos possuem: que não são carinhosos e sim, traiçoeiros!
    Tento argumentar mas, a mentalidade parece pequena demais para livrar-se dos preconceitos…Uma pena pois cada vez mais, vemos animais serem maltratados por puro desconhecimento…

    Bjs,
    Lucia Barros

  14. Rita Ericson says:

    Pois é, Lucia.
    Nós, a espécie animal mais evoluida, somos os únicos a agir desta maneira…
    Abraço
    Rita Ericson

  15. Elizabet says:

    Olá…
    Meu Chow Chow (macho) sempre foi arredio com movimentos brusco feito por estranho, mas tive problema quando fui fazer carinho nele a noite e estava com pouca luz, ele me mordeu nos braços. Hoje fui dar um beijo nele e ele me avançou novamente, porem rosnou antes de atacar…será que pode ser o movimento que o assusta ?

  16. Rita Ericson says:

    Olá Elizabet,
    quanto anos tem seu chow-chow?
    Esta raça costuma ser arredia mesmo, mas é fundamental você estabelecer uma relação de liderança e ficar segura.
    Leia o texto sobre agressividade: http://www.bichosaudavel.com/agressividade-caes-e-gatos/
    Se restarem duvidas, entre em contato.
    Abraço
    Rita Ericson

Faça sua pergunta!

A resposta desta pergunta é sempre dividida…eu acredito que não.

A princípio, todo animal com boca e dentes pode morder.

O maior problema é o tamanho da boca e o comportamento do animal.

A agressividade não está diretamente ligada a uma (ou várias) raça(s). Ela pode ser herdada geneticamente e aumentar, diminuir ou ser controlada durante o desenvolvimento do animal.

Conheço vários pit bulls, rottweilers, bull terriers, filas e dobermans mais mansos que muitos cockers spaniels, poodles, schnauzers, vira-latas…

A lei brasileira determina que cães da raça pit bull devem ser esterilizados até 6 meses de vida e inclui outra regras a serem respeitadas (Lei nº 4.597, de 16 de setembro de 2005).

Na maioria das vezes, a agressividade é mal interpretada.

Para saber mais sobre agressividade, clique aqui.

Independente da raça e do tipo de agressividade, é importante saber que existe tratamento e ele deve ser sempre considerado.

Os resultados costumam ser muito bons!

Vale  a pena!

Converse com o veterinário(a) dos seus animais.


Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato