Todos sabemos que a febre é um aumento anormal da temperatura corporal.
Acredita-se que ela é uma tentativa do corpo para combater uma infecção.
A área cerebral que controla a temperatura do corpo responde a uma invasão por vírus ou bactérias, que por não suportarem a temperatura alta, podem ser destruídos.
A febre é diferente da hipertermia, que é um aumento da temperatura devido as influencias externas.
Quando um ambiente está muito quente e/ou quando o animal não consegue ficar ofegante nem suar, sua temperatura aumenta.
A hipertermia ocorre quando a temperatura ambiental está acima dos 30ºc, quando o animal fica dentro de um carro exposto ao sol ou quando se exercita demais.
Este quadro pode ser muito grave e até levar o animal a morte, chamamos de intermação (saiba mais, clicando aqui).
Nestes caso observamos o animal muito ofegante, com aumento das frequências respiratória e cardíaca.
Animais com febre não costumam apresentar estes sintomas.
A temperatura normal dos cães e gatos oscila em torno de 38ºc e 39,5ºc, mensurada através do termômetro, no ânus.
Existem termômetros modernos, digitais, que podem mensurar a temperatura corporal do animal, sem nem precisar encostar nele!
Quando conhecemos muito bem a temperatura normal da pele dos nossos animais, podemos desconfiar que ela está alta, mas a confirmação precisa ser feita através do termômetro.
As causas mais comuns são: infecções, inflamação, câncer, doenças auto-imunes e idiopáticas (causas não definidas).
Precisamos prestar atenção em sinais como prostração, falta de apetite, feridas abertas e quando os animais se escondem.

Os cães e gatos não costumam chorar ou reclamar de dor e/ou desconforto. Eles ficam quietos.
NÃO É VERDADE QUE A FEBRE DEVE SER AVALIADA ATRAVÉS DA TEMPERATURA DO FOCINHO!!!
O focinho variaentre úmido, seco, quente, frio de acordo com o ambiente que o animal está!
Na dúvida, leve seu animal para atendimento veterinário.

Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato