Linguagem Corporal

Foto de Patricia Nuñez
  1. LUCIA says:

    Adorei o site!!!!
    bjin
    LUCIA

  2. RITA CAMPELLO says:

    Olá Rita!

    Parabéns pelo site!
    Tenho uma cachorra, hj com 15 anos, que adora lamber.
    Lambe chão, o nosso pé, a outra cahorrinha inteiramente…
    Seria alguma doença neurológica?

    Abs,
    Rita

  3. rtercsn451 says:

    Olá Rita,

    sua cadela sempre foi “lambe-lambe” ou é novidade?
    Pode ser um tique, como roer as unhas, principalmente se el não apresenta nenhum distúrbio neurológico.

    Abraço
    Rita Ericson

  4. lenise says:

    ola o cao e lindo

  5. Janniffer says:

    Olá draª, queria saber se cachorro tem problemas com sonambulismo!Minha pincher tem uns episodios estanhos durante a madrugada!E Gostaria de saber se é normal essa raça sentir tanto frio?Obrigada,amei e o site e de poder contar contigo!

  6. Rita Ericson says:

    Olá Janniffer,
    os cães sonham e se mexem bastante enquanto dormem, mas se ela levanta e anda, ela deve estar acordada!
    Os pinschers tremem de frio mesmo!
    Obrigada pelo elogio! Divulgue para seus amigos!
    Abraço
    Rita Ericson

  7. Emerson says:

    Drª Rita, pode me dar mais uma ajuda?

    Minha cadela (Pit bull de 2 meses)parece estar com dois probleminhas, oque pode ser isso?
    1- Parece que quando a minha esposa esta em casa (antes de sair para o trabalho, ela trabalha de 16 as 23h.), a cadela faz questão de urinar fora do jornal e em qualquer lugar da casa, quando ela sai para o trabalho e eu fico em casa, ela parece se comportar dentro do esperado, ou seja, em 80% das vezes, ela urina no local certo, erra apenas as vezes quando está longe do local certo. Oque pode ser este tipo de comportamente?

    2- De uns dias para cá, ela esta começando a rosnar para tudo que fazemos com ela (coloca-la no braço, dar um tapinha nas horas de brincadeira, quando pega algum brinquedo, etc…) Comecei a aplicar o ensinamento de corrigi-la , levantando-a pela parte de cima do pescoço e gritando um NÂO, mas ela parece resistir a isso, parece um cachorro meio que inabalável.
    qual o comportamento indicado que pode me indicar neste caso?

  8. Rita Ericson says:

    Olá Emerson,

    os filhotes de 2 meses ainda estão no processo de aprendizagem.
    Leia o texto:http://www.bichosaudavel.com/como-ensinar-seu-filhote-a-fazer-xixi-e-coco-no-local-certo/
    Não se deve corrigir a agressividade com um comportamento agressivo.
    Leia o texto: http://www.bichosaudavel.com/agressividade-caes-e-gatos/

    Se restarem duvidas, entre em contato.
    Abraço
    Rita Ericson

Faça sua pergunta!

Todos os cães do mundo conhecem a mesma linguagem. Não faz diferença se ele é francês, chines ou brasileiro.

Na Índia, podemos nos atrapalhar na hora da refeição, lá a maioria das pessoas come com mão. Mas se levarmos nosso cachorro conosco, ele vai saber exatamente como se comportar na frente de um cão indiano – quem for o cão líder comerá primeiro.

Quando dois cães se encontram (livres, sem coleira e guia) eles iniciam um ritual que parece uma dança. Eles rodam, se cheiram, as caudas ficam eretas, os pelos da “nuca” se eriçam e eles ficam atentos para se defender a qualquer momento. Eles evitam cruzar olhares enquanto avaliam quem é maior, se o outro é macho, fêmea, amigável ou hostil até que se estabeleça quem é o dominante. Neste momento o submisso pode deitar, os cães se separam e (as vezes) urinam. Se os dois animais forem líderes, pode sair uma briga.

Para facilitar a nossa compreensão da linguagem canina, devemos prestar atenção à linguagem corporal.

  • Face – eles enrugam a testa para demonstrar confusão ou determinação. As pálpebras também levantam quando eles querem nos indicar uma direção e a cabeça acompanha na mesma direção.
  • Olhos – brilham quando querem brincar ou se encontram alguém amigável.  Numa situação de medo, as pupilas dilatam e o “branco dos olhos” aparece. Os cães desviam o olhar para evitar uma situação de confronto.  Para se defender ou demonstrar raiva, os olhos se aproximam e seguem qualquer movimento – nunca “encare” um cão nesta situação, ele pode interpretar como um desafio e se tornar agressivo.
  • Lábios e dentes – alguns cães levantam os lábios parecendo um sorriso, quando estão felizes, querendo brincar ou nos pedindo alguma coisa. O curioso é que eles só se expressam desta maneira para os humanos e nunca para outros cães. Cuidado se ao levantar os lábios e mostrar os dentes o cão enrugar o nariz, ele pode estar se preparando para atacar.
  • Língua – muitas vezes fica pendurada para fora da boca quando o cão está relaxado.
  • Orelhas – se movem na direção dos sons, mesmo quando pequenas ou cortadas (argh!). Ficam levantadas quando o cão está concentrado, prestando atenção. Quando ficam abaixadas e para trás demonstram submissão ou medo.
  • Cauda – indicadora de energia, em geral se agita quando o cão está feliz e quer brincar, mas vezes o animal está nervoso e balançando a cauda. Se esconde entre as pernas quando ele está submisso. Se o animal estiver correndo e/ou pulando a cauda fica esticada, ajudando no equilíbrio.

Os cães aprendem a linguagem corporal com suas mães durante os primeiros  2 meses de idade e exercitam a comunicação com seus irmãos. Um filhote que não convive com sua mãe e sua ninhada perde este aprendizado e pode ter problemas para se comunicar com outros cães durante toda sua vida.

Nós podemos e devemos compreender e ensinar vários sinais corporais para nossos cães, eles entendem bem melhor do que nosso blablablabla…


Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato