Obesidade em Cães e Gatos

gato-obeso
  1. Parabéns, Rita!!! Os proprietários devem saber que a obesidade é uma doença dolorosa: a sobrecarga esquelética leva às artroses, e o animal obeso sente dor o tempo todo. Não é à toa que os obesos passam tanto tempo deitados. Muito legal o seu artigo, porque ainda tem gente que acha que a obesidade é uma sequela inevitável da castração e da idade avançada. Não é, não é e não é!

    E outra (esta aqui uma dica Jericoneana): o sonho de todo obeso é ser hipotireoideo, porque aí o problema seria fácil de resolver, mas isto, infelizmente, raramente acontece. Como a obesidade é uma doença que traz a reboque outros problemas graves de saúde, é muito comum o obeso apresentar resultados falso positivos de hipotireoidismo – a chamada síndrome do eutireoideo doente. #ficaadica. bjs, van

  2. Rita Ericson says:

    Oi Van,

    obrigada pelo apoio!
    Nem sempre é facil fechar o diagnóstico de hipotireoidismo em cães…
    Beijo
    Rita

  3. Eu mesma sou a rainha do eutireoideo doente, mas pra frente é que se olha, hahaha.

  4. fabiana zuccaru says:

    temos um animal com obesidade, nao por alimentacao mas os veterinarios nao conseguem descobrir o porque da obesidade, ja esta com problemas de articulacoes, nao consegue respirar e nem andar direito, complicado, fez exames diversos e nada ainda

  5. Rita Ericson says:

    Olá Fabiana,

    sua cadela já está se alimentando com uma dieta específica para obesidade?
    Hoje, existe mais de uma opção no mercado, além da possibilidade de formular uma dieta caseira.
    Os exames já ficara prontos?
    Mande notícias
    Abraó
    Rita Ericson

  6. Paulo Ricardo Scalabrini says:

    Como tratar um gato obeso?

  7. Rita Ericson says:

    Olá Paulo,

    siga as recomendações do texto e ofereça uma ração com baixa caloria.

    A Royal Canin lançou recentemente uma ração chamada Satiety, indicada para emagrecimento.

    Abraço
    Rita Ericson

  8. meu cachorro é obeso vou para de dar um pouco a ração e com essa dic acho que vou consiguir

  9. Rita Ericson says:

    Oi Samantha,

    vale a pena, os quadros de obesidade podem agravar e a cada dia que passa fica mais dificil emagrecer e fazer exercicicos.
    MAnde noticias.
    ABraço
    Rita Ericson

  10. como eu ja havia dito as minhas labradoras estaõ gordas recebem as vacinas v11 todo anos eu devo continuar vacinando ou naõ elas ficam so no quintal area grande tudo limpo uma pequena chacara dormem bastante saõ calmas alegres diminuo a raçaõ paro de dar comidas feitas ou naõ obrigada pela resposta

  11. Rita Ericson says:

    Olá Maria Messias,
    se elas estão obesas, não devem comer nada além da ração e na quantidade indicada.
    Quanto à vacinação, é importante vaciná-las anualmente.
    Há a possibilidade de haver um contato com outros cães pelo portão ou algum cão entrar no seu terreno.
    Leia o texto: http://www.bichosaudavel.com/vacinas-em-caes-e-gatos-quando-e-quais-usar/
    Abraço
    Rita Ericson

  12. […] Imagem do site Bicho Saudável […]

Faça sua pergunta!

Os animais também estão sofrendo de obesidade, assim como os seres humanos.

A obesidade causa sobrecarga sobre as articulações, dificuldades locomotoras e respiratórias, além de aumentar o risco do animal desenvolver doenças como diabetes, artrite e cancer.

A definição de obesidade é: acúmulo excessivo de gordura corporal.

Muitos cães e gatos são obesos. Na maioria das vezes, os proprietários não reconhecem e só se dão conta quando levam seus animais para consulta veterinária, por um outro motivo.

A principal causa da obesidade é a ingesta exagerada de alimentos e a falta de exercícios. Quando se come mais do que se gasta, este excesso é acumulado no corpo como gordura.

É melhor avaliar a obesidade visualmente, olhando o corpo do animal. Quando usamos o peso como referência, podemos cometer enganos.

Os cães e gatos, mesmo os da mesma raça, podem variar muito de tamanho e peso. Conheço poodles, yorkshires, labradores e siameses (assim como tantas outras raças) de diferentes tamanhos.

Não podemos ter um peso ideal para cada raça sem considerar estas variações.

A silhueta corporal ainda é a melhor maneira de avaliar.

obesidade em cães e gatos

 

 

 

 

 

Quando olhamos o animal de cima, devemos perceber uma “cintura” após o gradil costal (costelas). Se ela estiver muito marcada, o animal está magro. Se não for visualizada, ele pode estar acima do peso ou obeso.

Se constatado o excesso de gordura corporal, precisamos tratar este animal.

TRATAMENTO

Inicialmente é importante saber se existe alguma causa específica para a obesidade. Um animal com hipotireoidismo pode ganhar peso, por exemplo.

É necessário saber exatamente o que o animal come. Se ele ganha um pão no café da manhã e bolo na hora do lanche, vai ser difícil emagrecer.

As embalagens das rações possuem uma tabela com a quantidade diária recomendada, para os diferentes tamanhos de cães ou gatos.

ATENÇÃO: esta quantidade é diária! Não para ser oferecida a cada refeição.

  • Se seu animal já está comendo a quantidade mínima recomendada, considere trocar a ração por uma opção menos calórica. Existem rações para manutenção e para perda de peso. É fundamental oferecer a quantidade recomendada. Ninguém emagrece comendo uma enormidade de alimentos light!
  • Os alimentos com alto teor de fibra e o aumento da ingesta de água, ajudam a saciar o apetite.
  • Ofereça a quantidade diária de alimento dividida em várias vezes  ao dia.
  • Aumente a quantidade de exercícios, mas cuidado com o limite do seu animal. Para exercitar os gatos, brinque bastante! A caneta laser é uma otima opção (veja outras ideias de brinquedos para gatos aqui).

A família toda precisa estar envolvida no tratamento. O ideal é uma única pessoa alimentar e todas praticarem exercícios com o animal.

Se for muito difícil parar de oferecer petiscos, considere usar os de baixa caloria ou ofereça vegetais como a cenoura, por exemplo. Alguns cães gostam de frutas, mas cuidados com as muito calóricas! A melancia e o melão são boas opções.

Os gatos costumam se viciar em comer e seus tutores se viciam em alimentar seus gatos!

Eu explico: como os gatos não fazem refeições, eles “beliscam” o dia todo, é comum miarem quando o pratinho está vazio. Mas os gatos não miam só porque estão com fome!

Eles miam para chamar atenção, para brincar, para ganharem carinho…(saiba clicando aqui), mas na maioria das vezes o tutor “entende” o miado como fome e chama o gato para comer.

Resultado: o gato recebe a atenção que precisava, mas através da comida e não da brincadeira, o que seria bem melhor!

Alguns animais podem demorar até um ano para chegar ao peso ideal. Lembre-se que perder 3 Kg para um cão de 30 Kg é 10% do peso dele. É comparável a uma pessoa de 70 Kg perder 7 Kg! Difícil, né?

Em casos mais complexos, onde a causa da obesidade é uma doença, o tratamento específico é fundamental. Não adianta só emagrecer.

Se o seu animal é diabético e está com sobrepeso, cheque com seu veterinário se a dosagem de insulina está adequada.

Se a causa da obesidade for o hipotireoidismo, o diagnóstico e o tratamento devem ser realizados, o quanto antes.

Os cães com hiperadrenocorticismo (Doença de Cushing) também apresentam obesidade, apetite voraz e abdomem volumoso.

Os gatos obesos correm um risco grande de desenvolver uma patologia chamada lipidose hepática se param de comer por algum motivo.

Evite deixar seu animal engordar. É muito mais fácil controlar o peso e não deixá-lo engordar do que emagrecer depois. Principalmente no caso dos gatos que nao se exercitam muito, nem passeiam de coleira e guia.


Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato