Chamamos de cegueira a perda total da visão, nos 2 olhos.

A diminuição da acuidade visual pode ocorrer por diversos motivos, oculares e neurológicos.

Quando os cães e gatos apresentam alguma diminuição na visão, raramente percebemos.

O olfato e a audição destes animais são tão poderosos que eles costumam compensar a dificuldade visual. Em humanos também funciona assim.

A grande diferença é que nós, humanos, usamos a visão como principal sentido, ela nos orienta no espaço.

Os cães e gatos se orientam através do olfato, da audição e também pela visão.

Nos sentimos muito mal e sofridos quando percebemos que nosso bicho de estimação está ficando cego. É normal nos sentirmos assim, mas não é tão grave.

Eu costumo comparar um cão ou gato cego, a um ser humano sem olfato. É claro que perdemos alguns estímulos da vida, mas conseguimos viver bem.

Quando a perda da visão ocorre em somente um olho, a maioria dos animais vive normalmente. Em geral, a família deste animal nem percebe! A não ser que haja alguma alteração na estrutura do olho (tamanho, cor, secreção).

Quando a perda da visão ocorre gradualmente, como ocorre com a maioria dos idosos, os animais costumam memorizar o ambiente que vivem e se locomovem normalmente. Eles sabem aonde está a água, a comida e nem esbarram nos móveis! É impressionante!

É neste momento que precisamos tomar alguns cuidados:

  • evite trocar móveis de lugar
  • não deixe objetos grandes (malas, caixas) no caminho normal do seu bicho de estimação
  • use uma colonia com cheiro suave para marcar os obstáculos
  • coloque barreiras de proteção em escadas, piscinas, varandas ou qualquer lugar que o animal possa cair e se machucar
  • facilite o acesso à agua e comida

As causas da diminuição da visão podem ser muitas (doenças da córnea, da retina, do nervo óptico, uveíte, catarata,  glaucoma, alterações neurológicas entre outras).

É fundamental a definição do diagnóstico para realizar o tratamento adequado.

Nem sempre a catarata (opacidade do cristalino, aspecto azulado nos olhos, comum em idosos) deve ser tratada cirurgicamente, depende do estado geral do animal e se ele vai responder bem à cirurgia.

Se seu cão ou gato estiver coçando, esfregando e passando a pata no(s) olho(s), cuidado! Ele pode estar sentindo dor e agravar a lesão!

Os animais não têm noção da força e acabam se machucando e agravando o quadro.

Pode ser necessário usar um colar Elizabetano para proteger os olhos (saiba mais clicando aqui).

É fundamental que o animal seja avaliado por um/a veterinário/a com experiência em oftalmologia.

Olha que ideia incrível e fácil de fazer!

cao cego

 

 

 

 

 

Alguns links para sites que ensinam a fazer esta “engenhoca” para cães cegos:

* How to Make a Collar for a Blind Dog | eHow UK


Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato