sex

Você sabia que os cães podem desenvolver uma doença venérea?

Não pense em sífilis, gonorreia ou AIDS…felizmente os cães e gatos não contraem estas doenças venéreas humanas.

O TVT ou Tumor de Sticker é uma doença contagiosa que se apresenta como um tumor de aspecto parecido com uma couve-flor, em cães. tvt

Como a transmissão ocorre através de contato direto (sexual ou focinho em contato com a genitália), a neoplasia geralmente se localiza na vulva, pênis ou focinho.

Os primeiros sinais percebidos costumam ser sangramento no pênis ou na vulva, hematúria (urina com sangue), lambedura excessiva da genitália ou a presença de uma massa de tecido avermelhado (hemorrágico) na genitália e/ou no focinho do animal.

As fêmeas e os animais jovens, não castrados, costumam ser os mais acometidos.

Para se fechar o diagnóstico, é preciso examinar o animal e realizar um exame para confirmação.

Muitas vezes é possível confirmar através de um exame citológico (aspirado com agulha fina no tumor), mas se for necessário, é possível realizar uma biopsia (exame de um fragmento do tumor) para ter certeza.

O tratamento do TVT costuma ser realizado somente com medicação quimioterápica e os resultados são geralmente satisfatórios.

Em alguns casos se recomenda cirurgia e radioterapia, mas normalmente o tratamento com medicação injetável é suficiente.

É importante lembrar que os cães que apresentam lesões, tumores ou até mesmo verrugas e cistos tendem a lamber, morder e “cutucar” a região afetada sem ter a noção do risco de hemorragia e agravamento do quadro.

Por este motivo, recomendo que os animais usem o “colar Elizabetano” enquanto estiverem em tratamento, para evitar maiores riscos. Para saber mais, clique aqui.

Como este tumor venéreo só acomete animais não castrados, este é mais um motivo para recomendarmos a castração para todos os animais !

Saiba mais sobre castração, clicando aqui.

 

Leia mais →
Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato