VLUU L200  / Samsung L200

Já publiquei aqui um texto da Dra Paloma Dalloz, nutricionista veterinária, sobre as diferenças entre a dieta caseira e a ração industrializada (leia aqui).

Existem vantagens e desvantagens em qualquer escolha, mas o principal é oferecer uma nutrição de qualidade para nossos animais de estimação.

Recebo frequentemente emails e comentários com esta dúvida.

Como escolher a marca da ração?

Podemos dividir as rações em basicamente três tipos: combate, premium e super premium.

Existem também rações de tratamento que só devem ser prescritas por veterinários, em situações específicas (diabetes, insuficiência renal, doença cardíaca, obesidade etc)

A linha de combate foi a primeira a ser desenvolvida no Brasil, na década de 70. Sua característica é oferecer níveis nutricionais mínimos, fontes vegetais de proteína e gordura e ingredientes de baixo custo (consequentemente de menor qualidade) e sua formulação pode variar. Isto significa que na falta de um ingrediente, ele pode ser substituído por outro similar.

O custo desta linha de combate é bem menor e a encontramos facilmente em supermercados. Por serem alimentos de baixa densidade nutricional, o animal ingere uma quantidade maior de ração para se satisfazer nutricionalmente. A relação custo-benefício pode se tornar desvantajosa.

Os alimentos da linha Premium oferecem níveis nutricionais superiores, são mais saborosos e a qualidade e o controle dos ingredientes é mais rigoroso. Muitas vezes apresentam corantes e formatos variados para impressionar os proprietários dos animais (sabemos que eles não ligam a mínima para estes detalhes) e flavorizantes (para melhorar o sabor). Também podem apresentar variações nos ingredientes e muitos deles são de origem vegetal.

Os alimentos Super Premium apresentam avanços nutricionais e tecnologia moderna, ingredientes de alta qualidade além de suplementos nutricionais que a longo prazo oferecem maior qualidade de vida ao animal e conseqüentemente, maior longevidade. O objetivo é aumentar a performance dos animais nos diversos estágios de vida (filhote, adulto, idoso, light etc). São mais caros e só são vendidos em clínicas veterinárias, pet shops e casas de rações.

A relação custo-benefício é melhor pois oferecem alta qualidade nutricional e uma menor ingestão de alimento. Além disso, reduzem o risco do aparecimento de doenças nutricionais no decorrer da vida de cães e gatos.

Os níveis nutricionais atendem aos requerimentos nutricionais mínimos estabelecidos pelo Conselho de Nutrição Animal do NRC (National Research Council).

Esses níveis são determinados por pesquisas com animais vivos que buscam condições ótimas de pelagem, desenvolvimento de musculatura e fortalecimento do sistema imunológico.

A escolha da ração deve ser feita pelo veterinário, proprietário e é claro, pelo animal também. Existem muitas opções no mercado, muitas são semelhantes e o preço, a facilidade de encontrar, o prazer do animal ao comer devem ser considerados. Mas o objetivo principal é manter seu bicho saudável!

Para saber qual tipo da ração que o seu animal come é recomendado entrar em contato com a fabricante através do telefone de SAC (impresso nas embalagens).

Leia mais →
Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato