fezes

É fedorento, é nojento e sujo.

Mas é normal!

Não podemos nem devemos lidar com as fezes dos animais como se fossem proibidas, vergonhosas e inconvenientes.

Nós usamos os banheiros, eles não.

A responsabilidade de limpar as fezes dos cães é nossa! Dos tutores.

Não consigo acreditar que ainda há quem deixe as fezes do seu cão no chão. Mas basta andar por aí e vemos muito cocô na rua!

Não importa se é numa calçada, num gramado ou num canteiro.

Um cão de porte médio evacua aproximadamente 300 gramas de fezes por dia.

Nas fezes dos cães há muitas bactérias como e. coli, salmonella além de poder conter também giárdia e vermes.

As fezes deixadas no solo podem contaminar lençóis d`água, poços artesianos, lagos e lagoas.

Então como fazer?

  • Nunca coloque as fezes em bueiros ou córregos. Só aumentaria o problema.
  • Não adicione as fezes a um processo de compostagem (decomposição de matéria orgânica), os microrganismos não serão inativados.
  • Não use as fezes como fertilizantes. Elas são ácidas e não são benéficas para as plantas (percebemos facilmente quando a grama fica queimada).
  • Podemos reutilizar sacos plásticos de compras para remover as fezes do chão. É a opção mais fácil, barata e prática. O problema é que eles demoram mais de 200 anos para se decompor na natureza.
  • Existem sacos biodegradáveis vendidos nas pet shops, eles são a melhor opção. Na maioria das vezes ainda são guardados numa caixinha, acoplada à guia do cão, para facilitar.
  • O saco com as fezes pode ser depositado na lixeira comum, bem fechado. Ele vai parar no aterro sanitário, mas não vai contaminar nenhuma fonte de água.
  • A melhor opção seria jogar as fezes (sem saco plástico, claro) num vaso sanitário, mas esta opção é de difícil realização. A não ser que seu cachorro (no caso dos gatos é mais fácil) defeque em casa.

Todo mundo faz cocô.

O importante é respeitar os outros e o meio ambiente.

 

Leia mais →
Carregando..