mira logo

Semana passada eu tive a fantástica oportunidade de conhecer esta fundação na França.

Ela é primeira escola de cães-guia da Europa especificamente educados para trabalharem com crianças cegas, com dificuldades motoras e transtornos do espectro autista, a partir de 12 anos.

O objetivo é ajudar através da parceria com cães criados e treinados para as necessidades individuais de cada criança, sem nenhum custo para suas famílias.

Os cães-guia favorecem a autonomia, a liberdade, a segurança e facilitam a inserção social.

A fundação se localiza na Isle-sur -la-Sorgue e recebe as crianças que precisam deste serviço tão especial no seu alojamento para também serem preparadas, por períodos de aproximadamente um mês.

Os cães são criteriosamente selecionados para apresentar as melhores condições físicas e comportamentais.

As raças escolhidas foram o Labrador e o Bernese Mountain Dog e o cruzamento delas duas, resultando num cão excelente e lindo demais, o Labernese!

Leeloo

   Leeloo

Filhote com 4 meses

Filhote com 4 meses

Por ano, nascem aproximadamente 300 filhotes na Fundação, aonde eles recebem toda assistência e cuidados veterinários.

Os filhotes ficam com sua mãe e irmãos até aproximadamente 9 semanas e em seguida são encaminhados para uma família adotiva. A missão desta família é socializar o filhote e não treiná-lo para ser um cão guia ou de assistência.

Socializar um filhote significa educá-lo para um bom comportamento em casa e garantir que ele seja exposto a diferentes e variados ambientes regularmente.

Com a idade de aproximadamente  dois anos, os cães voltam à Fundação MIRA para serem preparados e treinados.

Nem todos os cães são qualificados para se tornarem guias ou cães de assitência, aproximadamente 40% são desqualificados.

Um cão considerado inadequado para trabalho por ser medroso, por exemplo, pode ser maravilhoso para viver com uma familia, como companhia.

O valor estimado de cada filhote, até um ano de idade é de aproximadamente 4500 dólares! Isto inclui os custos da criação, veterinários, alimentação, saúde e manutenção. A Fundação MIRA – Frédéric Gaillanne assume todo o custo e se o cão for desqualificado, será combinado um valor, com a família adotiva para ela adotar o animal, definitivamente.

O treinamento específico do cão-guia dura aproximadamente um ano e quando ele estiver pronto, conhecerá a pessoa que irá viver com ele e após o período de adaptação dos dois, ele irá viver com sua nova família, transformando a vida dela para melhor e para sempre.

Leia mais →
Guard-Dog-Benefits

Frequentemente me perguntam sobre este assunto.

Qual a melhor raça?

Como treinar um cão de guarda?

Eu não acredito que os cães de família devem ser treinados para ataque.

Existe uma diferença grande entre um cão que vigia, dá o alarme e um cão que ataca.

A maioria dos cães, independente da raça, do tamanho e do sexo exerce muito bem a função de vigia.

Basta o animal ser atento e latir! A família será alertada de algum perigo.

Se o cão for grande, certamente afastará os ladrões oportunistas, aqueles que se aproveitam de um portão baixo ou aberto.

Os cães para ataque precisam ser grandes, assustadores e ter força para deter um inimigo.

Mas se eles não forem muito bem socializados e treinados durante toda sua vida, podem se tornar uma ameaça.

Os cães da polícia, por exemplo, são criteriosamente selecionados, constantemente treinados e estão sempre acompanhados de seus treinadores profissionais.

A maioria das histórias graves, de acidentes com ataques de cães, ocorre com crianças, vizinhos e idosos.

Também devemos pensar que um ladrão que planejou o roubo, sabe que naquela casa tem um cão e provavelmente vai matá-lo ou machucá-lo.

Não podemos correr estes riscos.

Acredito que a melhor estratégia é realizar o treinamento básico com seu cão e ensiná-lo a parar de latir quando alguém da família já tiver sido avisado.

Os americanos costumam falar: “Thank You!” (obrigado), quando querem avisar ao cão que já estão sabendo que há alguém na porta de casa.

Desta maneira, resolvemos o problemas dos latidos em excesso (para saber mais clique aqui) e ensinamos nosso cão a nos avisar das possíveis ameaças.

Também acho interessante, para quem mora em casa, deixar o cão dormir dentro de casa e não no quintal.

Quando eles passam a noite no quintal, costumam latir para todos os gatos, gambás, pessoas que passam no portão, transformando a noite numa sinfonia de latidos.

Também fica mais fácil, envenenar este cachorro solto no jardim.

Se ele dormir dentro de casa, não vai latir para todos os estímulos externos, mas vai avisar se alguém quiser entrar, sem ser convidado.

Imagino que toda pessoa que gosta de cachorro se sinta mais seguro e bem acompanhado ao lado de um.

Independente de ser um chihuahua (uma ótima raça para alerta) ou um doberman.

A sensação de segurança e bem estar é complementada pela habilidade natural dos cães de dar o alerta.

Todo cachorro precisa ser socializado com crianças, visitas e funcionários.

Infelizmente, vivemos num país com regras frouxas, mas um acidente com cães é sempre responsabilidade de seus tutores.

É dever da família cuidar da saúde do cão e da segurança das pessoas que convivem com ele.

Deixar um cachorro preso durante o dia, sem contato com pessoas, para que ele fique ativo e alerta durante a noite não é recomendado para saúde dele e só aumenta as chances de acidentes.

Se você está precisando de segurança para seu patrimônio, contrate os serviços de uma boa empresa.

Mas se quiser um grande companheiro e um super alarme, desfrute da companhia de um cão!

 

ps- se você quiser um segurança para passear nas ruas perigosas, conheça esta focinheira russa que transforma seu cachorro num monstro assustador!

focinheira russamonstro focinheira russa

 

Leia mais →
Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato