chemotherapy for dogs

Infelizmente, a resposta é sim.

Há alguns anos atrás, quando fazíamos um diagnóstico de câncer em um cão ou gato, pouco tínhamos a fazer. Graças aos avanços nas pesquisas, este quadro mudou. Atualmente existem várias formas de diagnosticar e tratar diferentes tipos de câncer.

O câncer é um crescimento desordenado das células. Ele pode ser localizado, invadir tecidos adjacentes ou se espalhar por vários tecidos do corpo do animal. Devemos lembrar que a nomenclatura câncer se aplica somente aos tipos malignos. Chamamos de neoplasia benigna ou tumor benigno quando não há risco de metástase e quando não há invasão de estruturas vizinhas.

Os cães desenvolvem câncer com uma frequência parecida com os humanos.  Quanto mais idade, maior a incidência. Nos gatos, é mais raro.

Segundo as estatísticas, após os 10 anos de idade, 50% dos animais morre de câncer.

Infelizmente, a maioria das causas são desconhecidas e a prevenção também. Um dos tipos mais comuns de câncer, o de mama (aproximadamente 50% de todos os tipos), pode ser prevenido com a castração precoce das fêmeas.

Existem diferentes tipos de câncer, em vários locais do corpo como na pele, sistema urinário, ossos, cérebro, trato gastro-intestinal, trato respiratório e no sangue.

Os diferentes tipos de tumor (neoplasia) podem ser diferenciados através de exames citológicos (aspiração com agulha, por ex.) e/ou biópsia (retirada cirúrgica de um fragmento ou do tumor inteiro).

Cada tipo de tumor, de localização e de estágio da doença, tem um tratamento e um prognóstico diferente.

Podemos identificar os primeiros sinais de doença nos nossos animais e diagnosticar o quanto antes, aumentando as chances de sucesso do tratamento.

Fique atento para os seguintes sinais:

  • qualquer ferimento que demore a cicatrizar
  • qualquer nódulo na pele que esteja aumentando de tamanho ou mudando de textura
  • modificação nos hábitos intestinais e urinários – fezes e urina diferentes do normal
  • dor ou dificuldade para urinar e defecar
  • sangramento ou qualquer tipo de secreção diferente do normal
  • diminuição do apetite e emagrecimento
  • odor desagradável (boca, ferida, ouvidos etc)
  • dificuldade respiratória
  • claudicação (mancar) persistente
  • dificuldade para engolir, deglutir

Se notar alguma modificação na saúde de seu animal, leve-o para consulta veterinária. Existem tipos de câncer que são mais difíceis de perceber, como por exemplo os abdominais e cerebrais. Se não houver nenhum sinal externo, somente um exame físico ou a ultrassonografia podem diagnosticar.

Quando detectamos algum sinal e confirmamos o diagnóstico precocemente, podemos tratar e até curar o animal. Há diversas terapias como: cirurgia, quimioterapia, radioterapia ou até mesmo uma combinação delas.

Converse com seu veterinário sobre a expectativa de vida, qualidade de vida e efeitos do tratamento.

Sempre é possível melhorar o estado geral do animal através do controle da dor, da inflamação, oferecer a melhor nutrição e conforto.

Juntos, vocês podem chegar a melhor decisão e oferecer o melhor para seu animal de estimação.

Leia mais →
Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato