dono_e_cão

cao_abandonado1

Conviver com animais é maravilhoso. Não tenho nehuma duvida.

Mas a responsabilidade também é enorme. É uma vida que depende de você.

Então, esta é a decisão mais difícil: ter ou não ter?

Não se decide ter um animal de estimação enquanto se faz compras ou durante um passeio. Deve-se pensar muito bem, consultar todos os integrantes da família e chegar a uma decisão conjunta.

Ela não pode ser tomada por impulso. Por isso sou contra a venda de animais em vitrines e só de pensar em vendedores com filhotes na rua…socorro!

Muito antes de pensar na espécie e raça, deve-se considerar se “cabe” um animal na sua vida :

  1. a expectativa de vida de cães e gatos gira em torno de 15 anos
  2. em caso de viagem, mudança e até mesmo separação o animal deve ter onde ficar com segurança e carinho
  3. animais não são descartáveis nem vem com garantia! Eles podem adoecer e dar muito mais trabalho do que o esperado
  4. cães precisam passear, se divertir, se exercitar e socializar, mas não conseguem fazer nada disso sozinhos! É preciso se dedicar

Uma vez decidido, pense na espécie e na raça.

O fato do animal ser de raça, não garante que ele se comportará como se espera, mas é claro que as características físicas tendem a se manter.

São muitas as exceções. Eu conheço labradores agressivos e poodles que latem pouco.

EU AMO VIRA-LATAS!

Tanto caninos quanto felinos, eles geralmente são mais rústicos e simpáticos.

Eu sou a favor da adoção, sempre.

São muitas as ONGs, abrigos e pessoas bem intencionadas oferecendo animais para adoção.

A internet está cheia de opções.

Existem também órgãos oficiais da prefeitura do Rio,  IJV (http://www.rio.rj.gov.br/web/vigilanciasanitaria/ijv) e SUBEM (http://www.rio.rj.gov.br/web/subem/exibeconteudo?id=4641086) que oferecem animais para adoção, com responsabilidade.

Leia mais →
Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato