maquinadecachorro2

A princípio, os cães devem tomar o menor número de banhos possível.

A pele deles possui uma proteção gordurosa que é retirada com o excesso de banhos.

Mas, tudo depende do seu cachorro, da sua casa e de você.

O tipo de pelo, o quanto se suja, se o cão vive dentro ou fora de casa, se tem acesso aos sofás e camas, se tem algum problema dermatológico e se gosta de água.

Alguns cães precisam de poucos banhos por ano enquanto outros necessitam de cuidados semanais.

O ideal é escovar muitas vezes, se possível uma vez ao dia. Enquanto escovamos, removemos pelos (que provavelmente cairiam pela casa) e sujeira, além de inspecionar e massagear a pele do seu cachorro (isto vale muito para os gatos).

A atenção dedicada a esta tarefa é importante para estabelecer uma relação de confiança entre o dono e seu cão.

Se o seu animal não gosta de tomar banho, experimente mudar um pouco a técnica, como esquentar a água, evitar jatos de mangueira ou chuveiro, usar uma banheira ou balde e seja muito paciente e gentil.

Associe ao momento chato do banho a sensações prazerosas!

Antes do seu animal demonstrar que está chateado ou ficar bravo, ofereça petiscos (micro pedaços, para poder oferecer várias vezes!), elogie, faça carinho! Vá com calma!

Se o seu cão detesta ir a petshop tomar banho, poupe-o desta obrigação! Considere dar banho em casa. Se você não tiver jeito para dar banho, procure saber se não há um profissional de confiança que possa ir a sua casa.

Para saber mais sobre banho em gatos, clique aqui.

Mas se estiver muito calor e seu cão gostar de água, divirtam-se!

Só preste atenção para a pele não ficar permanentemente úmida e seu cachorro desenvolver alguma dermatopatia (doença de pele).

Para saber mais sobre doenças de pele, clique aqui.

Leia mais →
Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato